2021

Ainda com alguns erros no código do blog/site, mas com toda a segurança possível.

Muito trabalho por aqui, para que tudo funcione bem. Novas funcionalidades sendo implementadas, encerrando 2020 com uma ótima expectativa para 2021, é preciso fazer acontecer!

O objetivo é atualizar tudo o que for possível. Em cada publicação deverá constar a data da atualização em 2021.

Alguns problemas do Blogger estão sendo contornados no momento, esperamos uma solução definitiva em breve, então farei o meu melhor, dentro das condições, buscando sempre subir mais na escala.


   Este é o local 

Coloque o seu local no mapa!



   Obrigado pela visita!


Exibir mapa ampliado

   Novidades aqui são inseridas desta forma; com cores diferentes e data para que o internauta tenha conhecimento de quanto atualizado está o material do site.
[success title="Atualizando!" icon="check-circle"] Estamos tendo sucesso com o novo script construtor.
Toda atualização constará desta forma: revisado em 12 de julho de 2021.
Obtenha seu template por R$50,00 em português do Brasil, com painel fácil de entender e controlar suas inúmeras funções. [/success]
Veja o template funcionando Blogando com VBT. Imagem ilustrativa do painel de controle administravo de widgets Blogger e funções de um template.

O Blogger muda tudo muito rápido e isso é bom, mas muitos tutoriais deverão ser reeditados já que ficam obsoletos. Qualquer dúvida entre em contacto e terei o maior prazer em ajudar!
   É uma nova web e estamos usando os recursos possibilitando melhores condições para o usuário!

Editado 04-10-2020

Central de Ajuda
ipconfig/flushdns comando cmd Windows limpar DNS

Para ver os videos visite o canal Verbratec no YouTube por favor! Obrigado por sua visita!


[info title="Informação política Google de armazenamento." icon="info-circle"] Agende para não deixar seus serviços inativos. O Glogle só precisa ver sua atuação em: https://drive.google.com/drive/ até 20/jun/2021. Movimente seu Gmail e Google Photos. Não exceda o espaço de armazenamento. [/info]

https://alamcorretor.blogspot.com/

Eu encontrei um trabalho 'show', muito bonito, uma ideia incrível no meu entender. Não resisti e fui para a reprodução.
Quem quer dar 'trabalho' ao homem dos códigos faz esse tipo de coisa.
Quem quer pegar a imagem, simplesmente recorta a tela. O download da imagem é que é o segredo da coisa, kkkk.
No fim das contas só dá trabalho mesmo, para o homem que codifica.
Mas que ficou bonito o trabalho, ah ficou!
Se discorda ou concorda diz ali nos comentários. Imagem meramente ilustrativa para melhor funcionamento do programa.



Bookmarklet extrator js

Para mim é um trecho de código que inicia com o protocolo javascript: mas isso não é um bom conceito, kkkk!
É gratuíto, uma grande vantagem.
Conhecido também por Favlets adicionam funções ao navegador.
Gostei de poder extrair o javascript de uma página de forma mais fácil.
Tudo o que precisa fazer é arrastar o link até a sua barra de favoritos.
Em qualquer blog/site que você estiver visitando, click no Bookmarklet e veja tudo que existe de javascript, abrirá em nova aba pra facitar as coisas.
Tudo muito simples e fácil para o bom uso.




Também deve ser usado em modelos Blogger, uma vez que do includable escrito uma única vez, se pode e deve usar include em todos os artigos, como nesse exemplo de link para compartilhar no Facebook. Uma facilidade incrível!



Aproveite e compartilhe para que seus amigos possam também fazer um bom uso da internet.
Um abraço e até a próxima.

Criar um modelo é algo admirável, pois é preciso ir muito além do gosto do cliente. Tem que atender os navegadores mais usados, os diferentes tipos de tela e tantos outros detalhes. Hoje mostro aqui um pedacinho do empenho de Justin Avery, nesse trabalho. Uma criação incrível, de uma ferramenta que é muito útil para qualquer pessoa que trabalhe com sites, seja webmaster, webdesigner, pra trabalhar o front-end precisa disso:

O experimento vai muito além da primeira imagem, se pode pegar e arrastar os dispositivos simuladores e ainda navegar em cada um deles, descobrindo o que precisa ser ajustado, em cada tipo de tela.

Verbratec na tela!


Digite o url do seu blog/site Blogger no campo acima, use https e barra no final e click em renderize, veja se está tudo certo.
Ainda tenho muito para aprender.
[success title="Configuração básica." icon="check-circle"] Funcionalidades podem ser adicionadas e removidas.
Obrigado por sua visita! atualizado em 18/06/2021 [/success] Se você pode usar em seu site? Criar base de um 'plug-in'? Pergunte ao Justin.
Justin responde sobre o uso do código de Eu sou responsivo.
Um abraço e até a próxima!
[full-post]

Serviços para blog/sites Blogger.


Tudo pode começar pela instalação de um modelo(template) o que é para muitos uma grande dificuldade, devido aos detalhes que envolvem a missão.
Noutros casos, basta copiar e colar, salvou e foi feliz!
Em muitos casos o usuário apenas usa o padrão do Blogger, mas quem quer ter algo diferente, precisa ou estudar muito e explorar cada detalhe da plataforma Blogger, ou contratar o serviço.
Para os templates mais sofisticados existem alguns detalhes que são necessários e precisam estar no modo de compatibilidade para que funcionem. Aproveitando essa leitura, se pode resolver eventual "problema" no caminho das pedras.
Para um template como este que estou usando no momento, as configurações Blogger precisam estar assim:
0 - Realize antes num "blog de testes", sempre tenha uma cópia salva de seus trabalhos.
1 - A maioria das funções dependem de dados existentes, faça ao menos 15 artigos.
2 - Adicione ao menos 15 frases e uma imagem em cada artigo, aplicando também marcadores.
3 - No feed do site em 'Permitir feed do blog' marque versão completa.
4 - Tem detalhes que precisam ser pensados antes da compra do template, não fique na imaginação, tenha certeza das possibilidades, antes da compra. Analogia é comprar um prédio de 2 andares e querer construir mais um andar no meio, isso é impossível, resta fazer sobre, lá no alto e se a estrutura permitir mais peso, do contrário tudo desmorona.
Da mesma forma pode ocorrer algo similar nos templates complexos, até por já possuirem todas as funções necessárias, pensadas no bom desempenho.
5 - Configurações - Permissões - Acesso ao leitor, Blogger precisa ser público para que as funções possam acessar os dados também via feed.
6 - São muitas funções disponíveis, não queira usar tudo simultâneamente e lembre-se de que muitas delas podem ser ativas e desativadas, antes do desespero confira se está tudo ativado e configurado corretamente.



Agora vou listar algumas funções, que fazem parte da maioria dos templates sofisticados e atualizados. Não esquece de consultar e guardar a documentação para futuras consultas.
01 - Responsivo, significa que a função organiza os widgets, adequando-os ao tamanho da tela em que o blog/site será renderizado, smartphone, notbook, televisão etc.
02 - Layout é a função que lhe permite escolher entre coluna na esquerda, coluna na direita e sem coluna, algo muito útil em alguns artigos, geralmente é ativada individualmente em cada artigo.
Configurações de layout do template no Blogger.
03 - Menu, precisa atender o conjunto da obra, sendo fácil de operar, fácil de inserir dados e que aceite links de todos os tipos, preferencialmente com campo de pesquisa.
04 - Pesquisa ajax, é fundamental, exceto para quem vai ter poucas páginas.
05 - Redes socias, função que facilite o compartilhamento do seu material, acesso ao canal YouTube, Instagram e etc.
06 - Sistemas de comentários, função que facilita ativar comentários do Facebook, Disqus e que mantem Blogger, atendendo todos os gostos.
07 - Função parar menu no topo, caminha junto a de emparelhamento coluna lateral e conteúdo principal, geralmente no mesmo plugin(Theia Sticky Sidebar) um dos mais usados.
08 - Função de paginador na homepage.
09 - Função "news ticker" é algo interessante ter algum movimento.
10 - Widget de todos os tipos, inclusive com slider.
11 - Que exagero, na verdade só precisa escrever, não quebre a cabeça com tudo isso!


Sempre usando a lógica, se um template custa 50 dólares, como pode-se fazer download gratuitamente?
A dica principal é use a lógica, ninguém trabalha de graça, logo algo está embarcado nesse template 'gratuito', ou pode ser uma versão "free" a qual não possui todas as funções. Muito se fala de vírus, mas não é bem isso, já vi várias coisas diferentes, desde um simples link que por sinal fica oculto aos olhos do usuário, a preocupação dos meninos é não mostrar no rodapé, mas para a pesquisa o que importa é estar no código do blog/site, mesmo na posição fora da tela, gera autoridade, isso é algo bom para o desenvolvedor do template, pois assim está aumentando a relevância de seu site nos buscadores.
Outro detalhe é o redirecionamento de um visitante por dia, para uma propaganda, anúncio vinculado à conta do desenvolvedor do template, demora até o usuário desautorizado, perceber que está pagando o uso do template.
Por último a forma toda certa, versão "free" para baixar e usar, versão "preview" permite conhecer por fora o template, sem acessar o código principal que é a versão "premium", essa enviada por e-mail após o pagamento.

Exemplo de código para versões diferentes de um mesmo template; free, preview e premium.

Não faço ideia de quem foi o primeiro no uso dessa ideia, mas creio que seja uma ótima ideia para o negócio dos templates, principalmente para os desenvolvedores, mas também uma boa ideia para os usuários.
Eu uso um mesmo template por muitos anos, mas entendo que muitas pessoas gostam de experimentos e trocam o template seguidamente, como algo prazeroso.
É interessante que grande parte dos usuários se desviam do foco principal, tomados pela beleza das combinações de cores e imagens, esquecendo das funcionalidades. Há certamentamente grandes trabalhos de muitos "designers" e soma-se o fato de o Jair ser péssimo na escolha de cores. Simplesmente não consigo fazer bonito e continuo focado na parte interna, códigos me fascinam.
Veja como exemplo algumas entradas de dados Blogger na imagem que segue.
Foto de códigos de entrada Blogger b class e  attr.

E suas respectivas saídas.
Foto de códigos de saída Blogger b class e  attr.
Note que é impossível para alguém de fora, saber se a div teve seu id e sua classe ou quaisquer outros parâmetros criados diretamente ou por outras funções. Por isso muitas vezes é impossível ajudar, sem ter acesso ao código fonte, o qual o Blogger concede apenas aos administradores do blog.

Tendo alguma dificuldade, ou dúvida, entre em contato, será um prazer lhe ser útil.
Não tendo dúvida, nem curiosidade, comente, só pra eu ficar sabendo que alguém leu por aqui.
Um abraço e o ensejo de uma boa navegação!

Observação: este código é simples o bastante, para estudar o funcionamento da dinâmica de pegar dados inseridos pelo gadget linkList padrão do Blogger e manipular para exibir nesse caso, num menu suspenso. Isso está obsoleto por não ser responsivo, não se adequa aos diferentes tamanhos de tela.
Adicione o css na head do seu blog. Como é só para estudo recomendo que use um blog de testes. Também recomendo que aproveite sempre a oportunidade para praticar o que já sabe, como por exemplo, fazer uso de tag condicional para que este menu renderize apenas em páginas estáticas, ou só numa postagem específica.
Obs: não esqueça de adicionar a tag CDATA.
Insere o script no modelo xml Blogger, próximo ao final do corpo, lá embaixo, bem no final. Isso é o que recomenda o desenvolvedor, faça seus próprios testes, veja onde funciona e onde deixa de funcionar, certifique-se de ter inserido corretamente e salvo todo o código, sem nenhuma deformação.
Obs: não esqueça de adicionar a tag CDATA.
A orígem do código: http://raintemplates.com/2017/10/09/using-linklist-widget-to-create-the-awesome-dropdown-navigation-menu-for-your-blogger-blog/ vale sempre citar alguém que lhe é útil.
Demostrado ao vivo neste link: https=//construtorjavascript.blogspot.com/ A imagem que segue dá uma idéia de como editar o gadget, que deve ser inserido de forma normal pelo layout do seu painel admin Blogger.
Imagem do gadget linkList padrão do Blogger no painel de layout.
Uma imagem da section com o widget e o já conhecido código padrão do Blogger.
O Blogger não quer funcionar, nem do computador, nem pegando URL da imagem, problema vish!
Solução colocar direto pelo código.
Eu ia gravar, mas pensei, se der problema com vídeo será tempo perdido.

Espero que tenha um bom estudo e que realmente isso lhe seja útil para o estudo da plataforma Blogger.
Um abraço e até a próxima!

Há coisas que realmente nos tornam cada vez mais curiosos, quando o assunto é codificar alguma função para blog/site usando o Blogger.
Realmente alguns são elaborados, bonitos e funcionais. Existem pessoas que são incríveis no uso das imagens e cores, outras são boas em escrever e alheias ao restante, outras pessoas são fantásticas na criação de funções e há quem confunde tudo e se atrapalha até para o mais básico uso da internet.
Tudo faz parte da normalidade das coisas, eu sou dos que gostam um pouco, sabem uma quantia e me falta escrever mais, tenho muitas histórias, me falta contá-las.
Não lembro com 100% de exatidão, mas acredito que comecei no Blogger em 2011, seguindo as próprias publicações aqui pela data, o fato é que tive outro blog/site antes desse, então com certeza no início da vida desse blog, eu estava já participando ativamente da comunidade Blogger que na época era um fórum de ajuda e tinha mais pessoas ativas que entendiam mais de códigos, ao menos é o que tenho na lembrança.
Até mesmo uma imagem pode dar algum trabalho, ainda agora ao postar essa do widget na área do perfil do autor, no layout Blogger, ocorreu um erro e tive que usar uma ponte, um atalho, a edição de widget, sabemos mudou tem poucos dias, pois o Google quer priorizar os smartphones e eu não gostei dessa limitação de tamanho, mas não tenho poder para mudar isso, kkkk!
Foto do widget na área do perfil do autor, no layout Blogger.

Sempre tentando entender como fazer, tem que aprender html, as regras do xml é a parte mais fácil, depois aprendi como aplicar css e isso também é simples, mas quando cheguei no javascript, json e as aplicações com feed e querendo aprender o codificação Blogger ao mesmo tempo, foi uma loucura.
E hoje eu resolvi abordar esse assunto, pois tem muito para aprender e o retorno é só satisfação de saber e poder ajudar os outros usuários. Mas tem muitos que aprenderam e querem ter um retorno financeiro de qualquer jeito, então eles fazem o que vou mostrar aqui.
Esse é um código apresentado de três formas diferentes.
Primeiro o código totalmente ofuscado, impossibilitando o entendimento do ser humano. [code type='javascript'] var _0x3d1d=["\x24\x28\x4D\x28\x29\x7B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x76\x2E\x41\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x76\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x6B\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x6B\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x77\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x77\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x42\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x4A\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x78\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x78\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x62\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x62\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x63\x2E\x64\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x64\x2D\x63\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x65\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x65\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x66\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x66\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x7A\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x7A\x2D\x70\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x68\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x68\x2D\x4C\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x6A\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x6A\x2D\x50\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x6C\x2E\x43\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x6C\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x6D\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x6D\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x48\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x49\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x6E\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x6E\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x6F\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x6F\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x71\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x71\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x72\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x72\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x73\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x73\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x74\x2E\x44\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x74\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x75\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x75\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x45\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x46\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x47\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x37\x2D\x38\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x39\x2F\x4B\x2F\x79\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x36\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x39\x2F\x4E\x2F\x79\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x36\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x39\x2E\x4F\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x36\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x67\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x37\x2D\x38\x22\x29\x3B\x24\x28\x27\x2E\x34\x2E\x33\x20\x61\x5B\x31\x2A\x3D\x22\x67\x2E\x35\x22\x5D\x20\x69\x27\x29\x2E\x32\x28\x22\x30\x20\x30\x2D\x37\x2D\x38\x22\x29\x7D\x29\x3B","\x7C","\x73\x70\x6C\x69\x74","\x66\x61\x7C\x68\x72\x65\x66\x7C\x61\x64\x64\x43\x6C\x61\x73\x73\x7C\x4C\x69\x6E\x6B\x4C\x69\x73\x74\x7C\x77\x69\x64\x67\x65\x74\x7C\x63\x6F\x6D\x7C\x72\x73\x73\x7C\x73\x68\x6F\x70\x70\x69\x6E\x67\x7C\x63\x61\x72\x74\x7C\x66\x65\x65\x64\x73\x7C\x7C\x66\x6C\x69\x63\x6B\x72\x7C\x70\x6C\x75\x73\x7C\x67\x6F\x6F\x67\x6C\x65\x7C\x69\x6E\x73\x74\x61\x67\x72\x61\x6D\x7C\x6C\x69\x6E\x6B\x65\x64\x69\x6E\x7C\x65\x74\x73\x79\x7C\x76\x69\x6D\x65\x6F\x7C\x7C\x79\x6F\x75\x74\x75\x62\x65\x7C\x66\x61\x63\x65\x62\x6F\x6F\x6B\x7C\x76\x69\x6E\x65\x7C\x73\x6F\x75\x6E\x64\x63\x6C\x6F\x75\x64\x7C\x64\x65\x76\x69\x61\x6E\x74\x61\x72\x74\x7C\x66\x6F\x75\x72\x73\x71\x75\x61\x72\x65\x7C\x7C\x72\x65\x64\x64\x69\x74\x7C\x74\x75\x6D\x62\x6C\x72\x7C\x73\x70\x6F\x74\x69\x66\x79\x7C\x74\x77\x69\x74\x63\x68\x7C\x76\x6B\x7C\x62\x65\x68\x61\x6E\x63\x65\x7C\x74\x77\x69\x74\x74\x65\x72\x7C\x64\x72\x69\x62\x62\x62\x6C\x65\x7C\x64\x65\x66\x61\x75\x6C\x74\x7C\x70\x69\x6E\x74\x65\x72\x65\x73\x74\x7C\x6E\x65\x74\x7C\x62\x6C\x6F\x67\x6C\x6F\x76\x69\x6E\x7C\x63\x6F\x7C\x74\x76\x7C\x6D\x61\x69\x6C\x74\x6F\x7C\x65\x6E\x76\x65\x6C\x6F\x70\x65\x7C\x73\x68\x6F\x70\x7C\x67\x6F\x6F\x64\x72\x65\x61\x64\x73\x7C\x62\x6F\x6F\x6B\x7C\x68\x65\x61\x72\x74\x7C\x70\x6F\x73\x74\x73\x7C\x73\x71\x75\x61\x72\x65\x7C\x66\x75\x6E\x63\x74\x69\x6F\x6E\x7C\x63\x6F\x6D\x6D\x65\x6E\x74\x73\x7C\x66\x65\x65\x64\x62\x75\x72\x6E\x65\x72\x7C\x70\x6C\x61\x79","","\x66\x72\x6F\x6D\x43\x68\x61\x72\x43\x6F\x64\x65","\x72\x65\x70\x6C\x61\x63\x65","\x5C\x77\x2B","\x5C\x62","\x67"];eval(function(_0xa6a3x1,_0xa6a3x2,_0xa6a3x3,_0xa6a3x4,_0xa6a3x5,_0xa6a3x6){_0xa6a3x5=function(_0xa6a3x3){return (_0xa6a3x3<_0xa6a3x2?_0x3d1d[4]:_0xa6a3x5(parseInt(_0xa6a3x3/_0xa6a3x2)))+((_0xa6a3x3=_0xa6a3x3%_0xa6a3x2)>35?String[_0x3d1d[5]](_0xa6a3x3+29):_0xa6a3x3.toString(36))};if(!_0x3d1d[4][_0x3d1d[6]](/^/,String)){while(_0xa6a3x3--){_0xa6a3x6[_0xa6a3x5(_0xa6a3x3)]=_0xa6a3x4[_0xa6a3x3]||_0xa6a3x5(_0xa6a3x3)};_0xa6a3x4=[function(_0xa6a3x5){return _0xa6a3x6[_0xa6a3x5]}];_0xa6a3x5=function(){return _0x3d1d[7]};_0xa6a3x3=1;};while(_0xa6a3x3--){if(_0xa6a3x4[_0xa6a3x3]){_0xa6a3x1=_0xa6a3x1[_0x3d1d[6]]( new RegExp(_0x3d1d[8]+_0xa6a3x5(_0xa6a3x3)+_0x3d1d[8],_0x3d1d[9]),_0xa6a3x4[_0xa6a3x3])}};return _0xa6a3x1;}(_0x3d1d[0],52,52,_0x3d1d[3][_0x3d1d[2]](_0x3d1d[1]),0,{})); [/code]
Uma segunda versão do mesmo código, ainda difícil de entender o todo, mas já passível de observarmos que se refere ao Instagram, YouTube e tal. [code type='javascript'] var _0x3d1d = ["$(M(){$(\'.4.3 a[1*=\"v.A\"] i\').2(\"0 0-v\");$(\'.4.3 a[1*=\"k.5\"] i\').2(\"0 0-k\");$(\'.4.3 a[1*=\"w.5\"] i\').2(\"0 0-w\");$(\'.4.3 a[1*=\"B.5\"] i\').2(\"0 0-J\");$(\'.4.3 a[1*=\"x.5\"] i\').2(\"0 0-x\");$(\'.4.3 a[1*=\"b.5\"] i\').2(\"0 0-b\");$(\'.4.3 a[1*=\"c.d.5\"] i\').2(\"0 0-d-c\");$(\'.4.3 a[1*=\"e.5\"] i\').2(\"0 0-e\");$(\'.4.3 a[1*=\"f.5\"] i\').2(\"0 0-f\");$(\'.4.3 a[1*=\"z.5\"] i\').2(\"0 0-z-p\");$(\'.4.3 a[1*=\"h.5\"] i\').2(\"0 0-h-L\");$(\'.4.3 a[1*=\"j.5\"] i\').2(\"0 0-j-P\");$(\'.4.3 a[1*=\"l.C\"] i\').2(\"0 0-l\");$(\'.4.3 a[1*=\"m.5\"] i\').2(\"0 0-m\");$(\'.4.3 a[1*=\"H.5\"] i\').2(\"0 0-I\");$(\'.4.3 a[1*=\"n.5\"] i\').2(\"0 0-n\");$(\'.4.3 a[1*=\"o.5\"] i\').2(\"0 0-o\");$(\'.4.3 a[1*=\"q.5\"] i\').2(\"0 0-q\");$(\'.4.3 a[1*=\"r.5\"] i\').2(\"0 0-r\");$(\'.4.3 a[1*=\"s.5\"] i\').2(\"0 0-s\");$(\'.4.3 a[1*=\"t.D\"] i\').2(\"0 0-t\");$(\'.4.3 a[1*=\"u.5\"] i\').2(\"0 0-u\");$(\'.4.3 a[1*=\"E\"] i\').2(\"0 0-F\");$(\'.4.3 a[1*=\"G\"] i\').2(\"0 0-7-8\");$(\'.4.3 a[1*=\"9/K/y\"] i\').2(\"0 0-6\");$(\'.4.3 a[1*=\"9/N/y\"] i\').2(\"0 0-6\");$(\'.4.3 a[1*=\"9.O.5\"] i\').2(\"0 0-6\");$(\'.4.3 a[1*=\"g.5\"] i\').2(\"0 0-7-8\");$(\'.4.3 a[1*=\"g.5\"] i\').2(\"0 0-7-8\")});", "|", "split", "fa|href|addClass|LinkList|widget|com|rss|shopping|cart|feeds||flickr|plus|google|instagram|linkedin|etsy|vimeo||youtube|facebook|vine|soundcloud|deviantart|foursquare||reddit|tumblr|spotify|twitch|vk|behance|twitter|dribbble|default|pinterest|net|bloglovin|co|tv|mailto|envelope|shop|goodreads|book|heart|posts|square|function|comments|feedburner|play", "", "fromCharCode", "replace", "\\w+", "\\b", "g"]; eval(function (_0xa6a3x1, _0xa6a3x2, _0xa6a3x3, _0xa6a3x4, _0xa6a3x5, _0xa6a3x6) { _0xa6a3x5 = function (_0xa6a3x3) { return (_0xa6a3x3 < _0xa6a3x2 ? _0x3d1d[4] : _0xa6a3x5(parseInt(_0xa6a3x3 / _0xa6a3x2))) + ((_0xa6a3x3 = _0xa6a3x3 % _0xa6a3x2) > 35 ? String[_0x3d1d[5]](_0xa6a3x3 + 29) : _0xa6a3x3.toString(36)) }; if (!_0x3d1d[4][_0x3d1d[6]](/^/, String)) { while (_0xa6a3x3--) { _0xa6a3x6[_0xa6a3x5(_0xa6a3x3)] = _0xa6a3x4[_0xa6a3x3] || _0xa6a3x5(_0xa6a3x3) }; _0xa6a3x4 = [function (_0xa6a3x5) { return _0xa6a3x6[_0xa6a3x5] }]; _0xa6a3x5 = function () { return _0x3d1d[7] }; _0xa6a3x3 = 1; }; while (_0xa6a3x3--) { if (_0xa6a3x4[_0xa6a3x3]) { _0xa6a3x1 = _0xa6a3x1[_0x3d1d[6]](new RegExp(_0x3d1d[8] + _0xa6a3x5(_0xa6a3x3) + _0x3d1d[8], _0x3d1d[9]), _0xa6a3x4[_0xa6a3x3]) } }; return _0xa6a3x1; }(_0x3d1d[0], 52, 52, _0x3d1d[3][_0x3d1d[2]](_0x3d1d[1]), 0, {})); [/code]
Na última fase temos a função de uma forma apresentável. [code type='javascript'] $(function(){ $('.widget.LinkList a[href*="behance.net"] i').addClass("fa fa-behance"); $('.widget.LinkList a[href*="facebook.com"] i').addClass("fa fa-facebook"); $('.widget.LinkList a[href*="twitter.com"] i').addClass("fa fa-twitter"); $('.widget.LinkList a[href*="bloglovin.com"] i').addClass("fa fa-heart"); $('.widget.LinkList a[href*="dribbble.com"] i').addClass("fa fa-dribbble"); $('.widget.LinkList a[href*="flickr.com"] i').addClass("fa fa-flickr"); $('.widget.LinkList a[href*="plus.google.com"] i').addClass("fa fa-google-plus"); $('.widget.LinkList a[href*="instagram.com"] i').addClass("fa fa-instagram"); $('.widget.LinkList a[href*="linkedin.com"] i').addClass("fa fa-linkedin"); $('.widget.LinkList a[href*="pinterest.com"] i').addClass("fa fa-pinterest-p"); $('.widget.LinkList a[href*="vimeo.com"] i').addClass("fa fa-vimeo-square"); $('.widget.LinkList a[href*="youtube.com"] i').addClass("fa fa-youtube-play"); $('.widget.LinkList a[href*="vine.co"] i').addClass("fa fa-vine"); $('.widget.LinkList a[href*="soundcloud.com"] i').addClass("fa fa-soundcloud"); $('.widget.LinkList a[href*="goodreads.com"] i').addClass("fa fa-book"); $('.widget.LinkList a[href*="deviantart.com"] i').addClass("fa fa-deviantart"); $('.widget.LinkList a[href*="foursquare.com"] i').addClass("fa fa-foursquare"); $('.widget.LinkList a[href*="reddit.com"] i').addClass("fa fa-reddit"); $('.widget.LinkList a[href*="tumblr.com"] i').addClass("fa fa-tumblr"); $('.widget.LinkList a[href*="spotify.com"] i').addClass("fa fa-spotify"); $('.widget.LinkList a[href*="twitch.tv"] i').addClass("fa fa-twitch"); $('.widget.LinkList a[href*="vk.com"] i').addClass("fa fa-vk"); $('.widget.LinkList a[href*="mailto"] i').addClass("fa fa-envelope"); $('.widget.LinkList a[href*="shop"] i').addClass("fa fa-shopping-cart"); $('.widget.LinkList a[href*="feeds/posts/default"] i').addClass("fa fa-rss"); $('.widget.LinkList a[href*="feeds/comments/default"] i').addClass("fa fa-rss"); $('.widget.LinkList a[href*="feeds.feedburner.com"] i').addClass("fa fa-rss"); $('.widget.LinkList a[href*="etsy.com"] i').addClass("fa fa-shopping-cart"); $('.widget.LinkList a[href*="etsy.com"] i').addClass("fa fa-shopping-cart")}); [/code] Mas é claro que isso é só uma parte das dificuldades do aprendizado, 5 ou 6 linhas acima temos uma referência feeds/posts/default só que cada coisa é uma coisa, então se peço https://www.verbratec.com.br/feeds/posts/default/?alt=json-in-script o programa retornará a função: gdata.io.handleScriptLoaded como se pode observar no início do código.
Se fizer a requisição com https://www.verbratec.com.br/feeds/posts/default/?alt=json já não terei a função gdata.io.handleScriptLoaded. E se lhe aparece algo como:
https://www.verbratec.com.br/feeds/posts/default/-/solda?published-min=2012-03-16T00:00:00&published-max=2020-03-16T00:00:00&orderby=updated&alt=json
Estamos requisitando dados com o marcador solda que tenha sido publicado entre 16/03/2012 a no máximo 16/03/2020 pela ordem de edição(orderby=updated), no formato json, claro que entendemos que o dia começa em zero hora, kkkk!
Tenho nesse blog um perfil que trabalha de forma dinâmica, ou seja, quando altero a imagem da conta Google/Blogger por exemplo, ele automaticamente se altera e mostra a nova imagem. Cito isso apenas para me oportunizar uma amostragem do que me refiro quanto a codificação interna do Blogger, é uma codificação diferente, uma forma digamos que exclusiva do Blogger, vamos ver então o dito código para um perfil dinâmico. [code type='HTML'] <b:widget id='Profile1' locked='false' title='Quem sou eu' type='Profile' visible='true'> <b:widget-settings> <b:widget-setting name='showaboutme'>true</b:widget-setting> <b:widget-setting name='showlocation'>false</b:widget-setting> </b:widget-settings> <b:includable id='main' var='this'> <b:include name='widget-title'/> <b:include name='content'/> </b:includable> <b:includable id='authorProfileImage'> <img class='profile-img' expr:alt='data:messages.myPhoto' expr:height='data:authorPhoto.height' expr:src='data:authorPhoto.image' expr:width='data:authorPhoto.width'/> </b:includable> <b:includable id='content'> <b:if cond='data:team'> <div class='widget-content team'> <b:include name='teamProfile'/> </div> <b:else/> <div class='widget-content individual'> <b:include name='userProfile'/> </div> </b:if> </b:includable> <b:includable id='defaultProfileImage'> <div class='default-avatar'/> </b:includable> <b:includable id='profileImage'> <b:if cond='data:authorPhoto.image'> <b:include name='authorProfileImage'/> <b:else/> <b:include name='defaultProfileImage'/> </b:if> </b:includable> <b:includable id='teamProfile'> <ul> <b:loop values='data:authors' var='author'> <li> <div class='team-member'> <b:include data='author' name='teamProfileLink'/> </div> </li> </b:loop> </ul> </b:includable> <b:includable id='teamProfileLink'> <a class='profile-link g-profile' expr:href='data:userUrl' rel='nofollow'> <b:include name='profileImage'/> <span class='profile-name'><data:display-name/></span> </a> </b:includable> <b:includable id='userGoogleProfile'> <div class='g-follow' data-annotation='bubble' data-height='20' expr:data-href='data:userUrl'/> </b:includable> <b:includable id='userLocation'> <dd class='profile-data location'><data:location/></dd> </b:includable> <b:includable id='userProfile'> <b:include name='userProfileImage'/> <b:include name='userProfileInfo'/> </b:includable> <b:includable id='userProfileData'> <dt class='profile-data'> <b:include name='userProfileLink'/> <b:include cond='data:hasgoogleprofile' name='userGoogleProfile'/> </dt> </b:includable> <b:includable id='userProfileImage'> <a expr:href='data:userUrl' rel='nofollow'> <b:include name='profileImage'/> </a> </b:includable> <b:includable id='userProfileInfo'> <div class='profile-info'> <dl class='profile-datablock'> <b:class cond='data:showlocation and data:location != &quot;&quot;' name='has-location'/> <b:include name='userProfileData'/> <b:include cond='data:showlocation and data:location != &quot;&quot;' name='userLocation'/> <b:include cond='data:aboutme != &quot;&quot;' name='userProfileText'/> </dl> <b:include name='viewProfileLink'/> </div> </b:includable> <b:includable id='userProfileLink'> <a class='profile-link g-profile' expr:href='data:userUrl' rel='author nofollow'> <data:displayname/> </a> </b:includable> <b:includable id='userProfileText'> <dd class='profile-textblock'> <data:aboutme/> </dd> </b:includable> <b:includable id='viewProfileLink'> <a class='profile-link' expr:href='data:userUrl' rel='author nofollow'> <data:messages.viewMyCompleteProfile/> </a> </b:includable> </b:widget> [/code] Esse código Blogger imediatamente acima trabalha em conjunto com aquele da primeira imagem lá "arriba" com funções javascript, o que possibilita essa dinâmica de inserir dados ou alterar de uma maneira bem fácil, por exemplo no widget, aquele da imagem, se retirar a parte Twitter, o link do Twitter aqui no perfil abaixo, irá desaparecer, simples.
E o segredo? Se conto não será mais segredo. É esse teamProfile que possibilita mostrar os dados do autor do artigo, mesmo que um blog tenha várias pessoas trabalhando. Pronto contei. Bah!
Se você gosta da forma dinâmica, confira se seu blog favorito está ativo.
Digite o nome do seu blog favorito abaixo e veja-o na forma dinâmica:

.blogspot.com



Por hoje era isso, na próxima eu conto mais, um abraço e o ensejo de tudo de bom!
Obrigado por visitar está página!


Blogger usa servidores para imagens de forma automática, servidores Google claro.
O que acontece é que é muita coisa, vários programas trabalhando com muitas funções diferentes, isso requer uma equipe grande de programadores das diferentes linguagens.
É algo complexo por ter que satisfazer diferentes equipamentos, diferentes sistemas operacionais, diferentes, navegadores e integrar as coisas de forma que tudo funcione bem nem sempre tudo sincroniza de forma razoável.
O objetivo do Google eu acredito ser dar prioridade aos smartphones, por isso agora seu painel Blogger, clicando em adicionar gadget, a janela aberta é adequada ao smartphone, mesmo estando num leptop, notebook ou desktop.

Algo não ocorreu bem durante a atualização do sistema e um erro nos servidores de imagens 1.bp.blogspot.com e 2.bp.blogspot.com levou ao 'extermínio' de postagens em centenas de blogs Blogger. Dando como fraudulento inclusive os blog/sites oficiais do Google, como vemos na imagem abaixo.
Erro no Blogger gera alerta de site perigoso.
Para muitos usuários os danos serão irreparáveis, muitas pessoas apenas fazem uso de forma muito automatizada, sem aquela preocupação de investir algum tempo, para estudar o funcionamento da plataforma. Assim sendo impossível recuperar dados por exemplo.
Para quem sabe um pouco, consegue recuperar cópias de cache do Bing, quando no Google nada consta.
O artigo no Blogger gera um código para imagem similar a este:
https://1.bp.blogspot.com/-gV9btjMMu4w/YKCDoXv7haI/AAAAAAAAFzU/EQV-uJv8qrsIT-1xoCnc_6YTcb2vDtrXQCLcBGAsYHQ/s0/google%2BBrasil%2Benganoso.png

Clique para ver o arquivo xml em nova aba do navegador.

Note que no xml gerado a segurança cai usando http, quando deveria ser https e o servidor agora é: lh3.googleusercontent.com
Nada que a equipe de engenharia, não resolva num tempo apreciável, mas o estrago fica 'sobre a cabeça' dos usuários do Blogger.
Há muitos casos em que o artigo foi reposto, porém como 'rascunho', devendo o usuário fazer a publicação novamente. Percebi um artigo em que o código se perdeu, felizmente consegui recuperá-lo.

O interessante desse evento ficou por conta das diferenças entre navegadores, enquanto para o Safari o carregamento de páginas Blogger ocorria de forma normal, com todas as imagens, o Firefox barrava as imagens dos servidores 1.bp.blogspot.com e 2.bp.blogspot.com mostrando o restante, já o Chrome avisava sobre o perigo e nada carregava, mostrando a tela vermelha, mesmo usando o view/flipcard, modo dinâmico do Blogger, o Chrome não carregava as imagens, como podemos ver na gravação abaixo.
Lamentável quando isso acontece, o que mais me deixa 'pasmo' é o fato de ninguém do Google dizer 'nadinha'.

Espero que consigas contornar algum problema que lhe tenha restado, caso eu possa ajudar, deixe-me saber, use os formulários de comentário por favor.
Um abraço e obrigado por visitar!

Nuvem de "palavras chaves" em 2021, código atualizado.

   Hoje compartilho algo já tão antigo, que volta a ser especial novamente.
   Não sei quem fez mas, agradeço por eles existirem.
   A nuvem de tags funciona sem usar arquivos de terceiros, sem javascript externo, os códigos que são adicionados ao HTML do blog, são divididos em três partes, html, css e javascript.

Coloque o css acima do html, o javascript insira no final do seu modelo xml usando a tag 'cdata' e por fim coloque o html onde deseja que sua nuvem seja renderizada. Nada diferente da grande maioria dos tutoriais, creio que a maioria das pessoas que costumam editar seus modelos, já estão habituadas com esses procedimentos.
Aqui o código css usado no exmplo para o estilo: [code type='CSS'] <style> #tanque { background: #003300;} #all { margin: 185px auto; width: 100px; height: 100px; -webkit-animation: grow 4s; -webkit-animation-delay:0.5s; animation-fill-mode: forwards;} .script { font-family: Microsoft YaHei; color: #fff; font-size: 40px; display: block; position: relative;} .java { font-family: Microsoft YaHei; color: #fff; font-size: 40px; display: block; position: relative;} .java:before { color:#004400; content: "www.verbratec.com.br"; display: block; position: absolute; left: 185px; top:151px; width: 20px; height: 100%; background-color: #004400; -webkit-animation-delay: 2s ; -webkit-animation: grow 4s; -webkit-animation-delay:0.5s; animation-fill-mode: forwards;} @-webkit-keyframes grow { from { width: 0px; } to { width: 480px; } } #div1 { position: relative; width: 800px; height: 450px; margin: -300px auto 0;} #div1 a { position: absolute; top: 0px; left: 0px; font-family: Microsoft YaHei; color: #fff; font-weight: bold; text-decoration: none; padding: 3px 6px;} #div1 a:hover {border: 1px solid lime; background: #003300; } #div1 .blue { color: blue;} #div1 .esverdeado { color: lime;} #div1 .yellow { color: yellow;} p9 { font: 16px Microsoft YaHei; text-align: center; color: #ba0c0c;} p9 a { font-size: 20px; color: #ba0c0c;} p9 span { font-size: 14px; color: #ba0c0c;} </style> [/code]
...........



Demostração ao vivo.
Aqui o código html usado no exemplo, não esqueça de editar conforme sua necessidade: [code type='HTML'] <div id='tanque'> <div id="all"> <div class="java">json</div> <div class="script"></div> </div> <div id="div1"> <a href="/p/configuracao-e-controle.html" class="esverdeado">Cconfigurações</a> <a href="/2011/11/como-aceder-o-html-do-blog.html" class="yellow">HTML5</a> <a href="/2012/07/link-ao-topo.html">Link ao topo</a> <a href="/2020/11/modo-escuro.html" class="blue">Modo noturno</a> <a href="/2020/10/favicon-blogger-2020-nova-interface.html">Favicon</a> <a href="/p/archive.html" class="esverdeado">Mapa do site</a> <a href="/search/label/script" class="yellow">JavaScript</a> <a href="/2019/06/codigos-de-erro-em-cooktops-de-inducao.html">Error code cooktop</a> <a href="/2015/03/projeto-solda-caseira-parte-um.html" class="esverdeado">Máquina solda</a> <a href="/2018/03/json-em-paginas-blogger.html">JSON páginas</a> <a href="/" class="blue">Verbratec</a> <a href="/2018/03/aprender-json-blogger.html" class="yellow">JSON Blogger</a> <a href="/2018/03/dica-de-contexto-tooltip.html" class="esverdeado">Tooltype</a> <a href="/2018/04/feed-blogger-json.html" class="blue">JSON Feed</a> <a href="/p/download.html">Template</a> </div> </div> [/code] Como já citado, coloque abaixo o javascript. [code type='javascript'] <script type='text/javascript'> document.getElementById('div1').style.visibility = "hidden"; var change = function changeVisibility() { document.getElementById('all').style.visibility = "hidden"; document.getElementById('div1').style.visibility = "visible"; } setTimeout(change, 4000); var radius = 200; var dtr = Math.PI / 180; var d = 300; var mcList = []; var active = false; var lasta = 1; var lastb = 1; var distr = true; var tspeed = 3; var size = 250; var mouseX = 0; var mouseY = 0; var howElliptical = 1; var aA = null; var oDiv = null; window.onload = function() { var i = 0; var oTag = null; oDiv = document.getElementById('div1'); aA = oDiv.getElementsByTagName('a'); for (i = 0; i < aA.length; i++) { oTag = {}; oTag.offsetWidth = aA[i].offsetWidth; oTag.offsetHeight = aA[i].offsetHeight; mcList.push(oTag); } sineCosine(0, 0, 0); positionAll(); oDiv.onmouseover = function() { active = true; }; oDiv.onmouseout = function() { active = false; }; oDiv.onmousemove = function(ev) { var oEvent = window.event || ev; mouseX = oEvent.clientX - (oDiv.offsetLeft + oDiv.offsetWidth / 2); mouseY = oEvent.clientY - (oDiv.offsetTop + oDiv.offsetHeight / 2); mouseX /= 5; mouseY /= 5; }; setInterval(update, 30); }; function update() { var a; var b; if (active) { a = (-Math.min(Math.max(-mouseY, -size), size) / radius) * tspeed; b = (Math.min(Math.max(-mouseX, -size), size) / radius) * tspeed; } else { a = lasta * 0.98; b = lastb * 0.98; } lasta = a; lastb = b; if (Math.abs(a) <= 0.01 && Math.abs(b) <= 0.01) { return; } var c = 0; sineCosine(a, b, c); for (var j = 0; j < mcList.length; j++) { var rx1 = mcList[j].cx; var ry1 = mcList[j].cy * ca + mcList[j].cz * (-sa); var rz1 = mcList[j].cy * sa + mcList[j].cz * ca; var rx2 = rx1 * cb + rz1 * sb; var ry2 = ry1; var rz2 = rx1 * (-sb) + rz1 * cb; var rx3 = rx2 * cc + ry2 * (-sc); var ry3 = rx2 * sc + ry2 * cc; var rz3 = rz2; mcList[j].cx = rx3; mcList[j].cy = ry3; mcList[j].cz = rz3; per = d / (d + rz3); mcList[j].x = (howElliptical * rx3 * per) - (howElliptical * 2); mcList[j].y = ry3 * per; mcList[j].scale = per; mcList[j].alpha = per; mcList[j].alpha = (mcList[j].alpha - 0.6) * (10 / 6); } doPosition(); depthSort();} function depthSort() { var i = 0; var aTmp = []; for (i = 0; i < aA.length; i++) { aTmp.push(aA[i]); } aTmp.sort( function(vItem1, vItem2) { if (vItem1.cz > vItem2.cz) { return -1; } else if (vItem1.cz < vItem2.cz) { return 1; } else { return 0; } } ); for (i = 0; i < aTmp.length; i++) { aTmp[i].style.zIndex = i; }} function positionAll() { var phi = 0; var theta = 0; var max = mcList.length; var i = 0; var aTmp = []; var oFragment = document.createDocumentFragment(); for (i = 0; i < aA.length; i++) { aTmp.push(aA[i]); } aTmp.sort( function() { return Math.random() < 0.5 ? 1 : -1; } ); for (i = 0; i < aTmp.length; i++) { oFragment.appendChild(aTmp[i]); } oDiv.appendChild(oFragment); for (var i = 1; i < max + 1; i++) { if (distr) { phi = Math.acos(-1 + (2 * i - 1) / max); theta = Math.sqrt(max * Math.PI) * phi; } else { phi = Math.random() * (Math.PI); theta = Math.random() * (2 * Math.PI); } mcList[i - 1].cx = radius * Math.cos(theta) * Math.sin(phi); mcList[i - 1].cy = radius * Math.sin(theta) * Math.sin(phi); mcList[i - 1].cz = radius * Math.cos(phi); aA[i - 1].style.left = mcList[i - 1].cx + oDiv.offsetWidth / 2 - mcList[i - 1].offsetWidth / 2 + 'px'; aA[i - 1].style.top = mcList[i - 1].cy + oDiv.offsetHeight / 2 - mcList[i - 1].offsetHeight / 2 + 'px'; }} function doPosition() { var l = oDiv.offsetWidth / 2; var t = oDiv.offsetHeight / 2; for (var i = 0; i < mcList.length; i++) { aA[i].style.left = mcList[i].cx + l - mcList[i].offsetWidth / 2 + 'px'; aA[i].style.top = mcList[i].cy + t - mcList[i].offsetHeight / 2 + 'px'; aA[i].style.fontSize = Math.ceil(12 * mcList[i].scale / 2) + 8 + 'px'; aA[i].style.filter = "alpha(opacity=" + 100 * mcList[i].alpha + ")"; aA[i].style.opacity = mcList[i].alpha; }} function sineCosine(a, b, c) { sa = Math.sin(a * dtr); ca = Math.cos(a * dtr); sb = Math.sin(b * dtr); cb = Math.cos(b * dtr); sc = Math.sin(c * dtr); cc = Math.cos(c * dtr);} </script>[/code] [success title="Atualizando!" icon="check-circle"] Nuvem de tags, poderá ter que fazer pequenos ajustes no css de seu template.
Artigo revisado em 05 de julho de 2021. [/success]
Em caso de dúvida entre em contato, deixe um comentário.
Agradeço sua visita aqui e ensejo-lhe uma excelente navegação pelo mundo "web"!

Olá terráqueos e terráqueas!
O assunto aqui é algo que me chamou a atenção, ao estudar música já vi centenas de vídeos, das mais variadas interpretações, mas observo mais a guitarra clássica, ou seja, aqui no Brasil, chamamos de "violão" clássico.
No resumo da arte, há um fator "olhos fechados" como veremos nas imagens abaixo.
Quanto mais eu estudo, mais sei, que não sei, kkk. Porém temos esperança, várias pesquisas estão em andamento no globo terrestre, então algumas coisas nós sabemos, por exemplo a boa música é benéfica para os vegetais, tanto quanto para os animais.
Nós humanos queremos saber como tudo acontece na natureza, porém muito ainda é mistério e permanece baseado em teses. A parte boa é que já sabemos algo útil, como por exemplo o fato da música criar novas conexões neurais, reativar a memória, tranquilizar e etc.
Logo podemos dizer que a música não só é processada pelo cérebro, mas afeta o seu funcionamento e dessa forma altera os batimentos cardíacos, a quantidade de hormônios no sangue, a oxigenação entre outros fatores.
A visão é sem dúvida nosso sentido "principal" enquanto simples humanos, mas quando cortamos esse sentido, "fechando os olhos" nosso cérebro atua imediatamente e amplia os demais sentidos, então de olhos fechados temos automaticamente um 'ouvido' muito mais eficiente e como violonistas, um 'tato' muito eficaz também, por outro lado a visão atua como entrada de dados para o cérebro e no momento de executar uma peça ele precisa muito mais da memória, já que a peça foi previamente estudada, é cabível dizer que no momento os dados visuais seriam poluentes desnecesssários (exceto enquanto lendo a partitura). Me atrevo a dizer que a maioria dos violonistas não programa isso de forma consciente, ah nessa parte eu fecho os olhos, em tal compasso eu abro os olhos, creio que o inconsciente comanda isso.
Deixe por favor o seu parecer, sua ideia, sua experiência, ali embaixo nos comentários.
Fechar os olhos no palco, demostra sentimento na interpretação, o violonista mostra o domínio da guitarra e o conhecimento da peça entre outras coisas e isso é de fácil entendimento para a platéia. Isso me causa um certo fascínio específico, ou seja, se fecha os olhos é um fator muito positivo.
Claro que isso é uma coisa minha, de iniciante no estudo de música, no entanto o que me chamou a atenção foi a falta de conteúdo, cientificamente comprovado sobre esse assunto, talvez seja para os mestres algo irrelevante ou simplório, corriqueiro, natural ou talvez esteja passando desapercebido, mas não vi nenhum mestre durante aula de dinâmica por exemplo, dizer: _Feche os olhos, sinta a música. Tentei executar uma peça de olhos fechados e foi um grande desafio, gostei tanto das sensaçãos, do sentir mais o áudio, o tato, a pressão sobre as cordas, a distância do traste, ao fechar os olhos se obtém algo indescritível, com certeza ajuda o aluno a elevar seu nível técnico, o trabalho da dinâmica é simplesmente "sensacional", já se passaram muitas aulas com inúmeros mestres diferentes, nem mesmo Andrés Segovia falou sobre fechar os olhos.
Ao fechar os olhos, a audição realmente amplia e tudo fica mais nítido, inclusive os erros, kkkk. Tudo bem se não conseguir executar uma peça, faça por partes, por compassos, por frases, experimente.
Vou seguir observando e pesquisando de 'olhos abertos', ao encontrar detalhes úteis adicionarei aqui.
Talvez essas minhas palavras possam servir como um gatilho, para que outras pessoas, escrevam mais sobre isso.
Meu especial agradecimento aos violonistas que autorizaram o uso da imagem: Pablo Romero Luis e Esdras Maddalon.
Um grande abraço e o meu muito obrigado por sua visita aqui!


Da Espanha, uma pessoa com quem tenho aprendido muito, grande mestre Pablo Romero Luis.
Pablo Romero Luis de olhos fechados tocando guitarra clássica. Visite o canal YouTube de Pablo Romero Luis.



Um violonista brasileiro, residente na Itália, professor, concertista e de "olhos fechados": Esdras Maddalon
Esdras Maddalon de olhos fechados tocando guitarra clássica. Conheça o canal no YouTube Esdras Maddalon


Fontes:
Alguns artigos relacionados, que podem contribuir para um melhor entendimento de minha curiosidade:
Universidade de São Paulo - USP
https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-biologicas/musica-pode-estimular-do-desenvolvimento-do-cerebro-a-saude-emocional/
Universidade de Surrey - Inglaterra
https://www.surrey.ac.uk/mediacentre/press/2015/closing-your-eyes-boosts-memory-recall-new-study-finds
Universidade Nacional de Taiwan
https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpsyg.2015.01160/full

É interessante a ideia de economizar, por isso o departamento de trânsito do Rio Grande do Sul não fornece mais o documento impresso, que até então era enviado pelo Correios.
Será que foi isso mesmo que ocorreu?
Não imprime, economiza, não entrega, economiza. Porém segue sendo obrigatório o uso do documento no veículo.
Penso nas pessoas que não usam "smartphone" e portanto seriam "obrigadas" a mais essa mudança, eu mesmo muitas vezes saio e deixo o celular em casa.
O intuíto deste escrito é de acordo com a existência deste blog/site, ou seja, ajudar.
Depois de ir aqui e ali, resolvi imprimir o documento para deixar no fusca, como sempre, dentro do porta-luvas, para tanto é preciso ter uma conta no site do governo do Brasil.
Depois é só ir até o site do denatran e baixar o CRLV.
É preciso passar um mínimo de dados, gostei dessa parte.


Importante: O CRLV Digital só pode ser gerado no perfil do proprietário do veículo.
A versão eletrônica do CRLV contém todas as informações do documento impresso e tem a mesma validade jurídica.
Se bem que em se tratando de Brasil, alguns policiais desconhecem a lei. Já vi vários que "pensam" que dirigir sem CNH é crime. Pior que não tem como mudar essa parte atualmente, seria o ideal ter policiais formados em direito. Talvez no futuro muito distante o Brasil mude pra melhor, tenho pouca fé nisso.
A desculpa fica por conta de que tudo passa por um delegado que é formado.
Vish! Até chegar no delegado...
Integrar o sistema de informações governametais, resolveria uma boa parcela dos muitos problemas. Hoje "Adalberto" tem o carro roubado, faz um boletim de ocorrência e torce para recuperar, se ele encontrar porventura do destino, deverá chamar a polícia(Brigada Militar), a polícia civil por sua vez irá devolver o veículo ao proprietário, porém como é Brasil, o proprietário poderá ser abordado violentamente pela Brigada Militar na próxima avenida, uma vez que o veículo consta com restrição por furto ou roubo no sistema consultado pela Brigada Militar junto ao departamento de trânsito.
No futuro muito distante, o policial ao liberar o veículo recuperado para o proprietário deverá dar baixa em tal restrição. Cômico não fosse trágico. O pobre Adalberto, sofreu o trauma do assalto, ficou sem documento, sem celular, sem carro e quando recupera o carro, se vê em meio de uma 'baita' confusão em que, cinco policiais fortemente armados, gritando...
Deitar no chão e ter o pescoço pisado é normal para o criminoso, que no instante era o que pensavam os policiais, alí estava um criminoso, assaltante, poderia estar armado, ser muito perigoso e tal e tal.
Não lhes tiro a razão.

Espero que isso possa ser útil para outras pessoas, eu voltarei aqui sempre que for preciso acessar os referidos sites. Uma maneira de guardar informações, é isso, até a próxima e obrigado por sua visita!

Jair de Jesus

Estudante de HTML, CSS, json, Blogger e tal.{picture#https://1.bp.blogspot.com/-nLQAtnyjw9Q/XgewzgENccI/AAAAAAAAFJw/hVY1XC8En2EEMSDsJWk3J4_UTMNDxGR8gCK4BGAYYCw/s35/jair.jpg}{facebook#https://facebook.com/verbratecajuda}{youtube#https://youtube.com/verbratec} {twitter#https://twitter.com/verbratecajuda}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *